Cadastro de Produtos e Serviços


 

 


Objetivo - Manutenção (inclusão, alteração e exclusão) do cadastro de produtos e serviços processados pelo controle de estoques no módulo de Logística. Produto é qualquer item do estoque: matérias primas, mercadorias, materiais auxiliares, produtos intermediários e acabados.

Acesso - Cadastros / Suprimentos / Produtos


Código: Código do produto gerado pelo Genesis ou digitado pelo usuário, em função do parâmetro gerar código. O código é o principal identificador do produto. Se o código for alterado, o novo código é propagado para todas tabelas do sistema, inclusive dados históricos de compras, produção e vendas.

Numerador - Botão gerador de  números consecutivos para os códigos de novos produtos. O tamanho é definido na configuração.

Codificador - Botão gerador de números seqüenciais após digitação de parte de um código já cadastrado.

Exemplo: na inclusão de um novo produto, após a digitação das letras BIK no código, o botão gera o próximo seqüencial do produtos que começam por BIK. Se o último for BIK20, gera o BIK21. 

Origem: Define como o produto é obtido. Campo habilitado para empresas dos setores econômicos industrial e comercial assemelhado à indústria. Um produto pode ter uma das seguinte origens:

     C = Comprado

     F = Fabricado, produzido internamente a partir da estrutura do produto

     D = Duplo (Comprado ou Fabricado), é usado para produtos beneficiados em terceiros. Esta origem precisa de definição complementar.

     V = Virtual é usado na engenharia para facilitar a referência de conjuntos tipo kit, por exemplo, parafuso, porca e arruela.

            Os itens virtuais são omitidos na emissão das OPs.

Alterações de origem somente são permitidas quando não existem processos abertos na origem atual. Por exemplo, não é permitida alteração de origem "F" p/ "C", quando existe alguma OP aberta, ou quando o produto tem estrutura.

Descrição: Descrição do produto. Descrições duplicadas podem ser recusadas, por meio do parâmetro de descrição exclusiva. Usada como índice auxiliar na identificação do produto.


Item                                        Topo

Grupo: Descrição e código do grupo de estoque definido na tabela de grupos. Para alterar grupo de itens em lotes, pode-se usar um comando SQL.

Nota:

1. Quando alterar o grupo de estoque passando de um grupo sem Controle de Lote para grupo com Controle de Lote e tenha movimento de estoque sem lote, será apresentado mensagem "Existem movimentos sem número de lote, deseja atualizar? S/N

Caso Sim, gravar SEM_LOTE nos movimentos com lote em branco, caso Não não alterar cadastro de grupos.

2. Para a situação inversa, marcar sem Controle de Lote também teremos a mesma mensagem.

Classe: Define a classe fiscal do produto de acordo com a tabela de classes.

Código Comercial: Código auxiliar para definição do produto. Nos produtos comprados, pode ser usado para registrar o código do produto no fornecedor. Nos produtos fabricados (de venda), pode ser usado para registrar o código como o cliente define o produto. Usado como índice auxiliar na identificação do produto.

Código de Barras: Código de barras para leitura e gravação em etiquetas para identificação do produto. Usado como índice auxiliar na identificação do produto. Após o código pode-se definir o modelo do código de barras. Formação definida no cadastro do grupo do estoque.

Unidade de Estoque: Unidade de medida para controle de estoques e para engenharia do produto no módulo industrial.

Unidade de Compra: Unidade de medida para compra do produto. Se esta unidade for diferente do padrão do estoque, deve ser informada a taxa de conversão abaixo.

Conversão de Compra: Fator de conversão da unidade de compra para unidade de estoque, exemplo: estoque em peças (PC) e compra em quilos (KG). Conversão: 1 KG = 50 PC. Quando a unidade de compra for KG ou M2, o fator dever ser compatível com o Peso Líquido ou Área respectivamente.

Unidade de Venda: Unidade de medida para venda do produto. Se esta unidade for diferente do padrão do estoque, deve ser informada a taxa de conversão abaixo.

Conversão de Venda: Fator de conversão da unidade de venda para unidade de estoque, exemplo: estoque em peças (PC) e venda em caixas (CX). Conversão: 1 CX = 10 PC. Quando a unidade de venda for KG ou M2, o fator dever ser compatível com o Peso  Líquido ou Área respectivamente.

Nota:

Não é possível alterar Unidade de Estoque caso produto tenha movimento de estoque ou se tiver pedido de Compra ou de Venda pendente.

Existindo Pedido de Compra ou Pedido de Venda em aberto, não é permitido alterar a unidade de compra e venda, e os fatores de conversão. Para alterar será necessário excluir os pedidos existentes.

Classe ABC: Mostra a classe ABC do produto, calculada no relatório Classificação ABC

Extra: Código antigo do produto. Pode ser usado na conversão do sistema antigo para o Genesis.

Cliente / Fornecedor / Fabricante: Este campo define o cliente específico de um produto fabricado ou o fornecedor principal de um produto comprado ou duplo. Caso o parâmetro Fabricante esteja ativo, o usuário deve utilizar este campo para informar o fabricante do produto comprado. Para produtos sem vínculo a qualquer cliente ou fornecedor, deixar o campo em branco. Este campo é usado nos seguintes processos:

1. Geração de Requisições de Compra
2. Atualização de Preços
3. Atualização de Custos
4. Requisição/Pedido de Compra Automático
5. Lucratividade de Venda

Auto Reposição: Opção disponível somente para itens comprados, origem C ou origem D por requisição por compras. Quando marcado e o saldo em estoque atingir o Estoque Mínimo, será gerada uma Requisição de Compra ou Pedido de Compra em função do parâmetro Reposição Automática.

Nota:

A Quantidade da Requisição ou do Pedido de Compra será calculada: Qtidade = (Estoque Máximo - (Saldo + Processo + Pedido + Requisição – (Reservas + Estoque Mínimo))

 


Inativo: Marca que identifica produtos inativos. Produtos inativos não são aceitos nos pedidos de compra e venda.


Repetição: O botão  duplica os campos cadastrais na inclusão de novos produtos. Os campos das guias "Preços", "Controles" e "Industrial" também são duplicados.

Exclusão: O botão   fica inativo quando:
1. O produto tem alguma referência como: compra (pedido ou requisição), venda, ordem de produção, estrutura de produto ou roteiro de produção. Quando houver somente movimentos de estoque com saldo igual a zero  o botão fica ativo.
2. O usuário não é autorizado para excluir itens do estoque


Preços                                    Topo


Objetivo - Mostrar preços e custos unitários do produto e a tabela de preços de compra ou venda. Os preços e custos são unitários em relação à unidade usada no controle de estoque.

Acesso - Cadastros / Suprimentos / Produtos / Preços


Preço Venda: Preço de venda padrão do produto, normalmente preço à vista. O preço de venda pode ser atualizado automaticamente, no Pedido de Vendas - sempre que houver atualização do custo de reposição ou preço FOB.

Preço FOB: Preço de compra ou venda, utilizado nas importações ou exportações, associado à moeda definida a seguir.

Moeda: Utilizada no preço FOB do produto, obtida na tabela de moedas.

Nota:

Indicar o valor FOB e a Moeda para atualização do  Custo Padrão de componentes importados.

Markup: pré-definido na tabela de markup e usado na formação de preço do venda e na atualização do preço de venda.

Comissão: Comissão de venda do item. Este campo somente é visível quando o parâmetro comissão de venda estiver ligado.

Custo Reposição: Quando marcado o custo de reposição fica fixo, não calculado pelas movimentações de atualização de custos. Quando desmarcado, a opção de atualização automática é definida na tabela de operações Neste caso, os custos dos produtos comprados são atualizados no recebimento de compras (Entradas), e nos produtos fabricados os custos são atualizados pelas opções de atualização de custos do módulo industrial, ou no botão na aba industrial do produto.

Custo Médio: Custo unitário médio ponderado, calculado pelo sistema durante as entradas no estoque se o parâmetro correspondente estiver marcado na tabela de operações. O custo médio é calculado pela fórmula:
Custo médio atual = [(saldo anterior * custo médio anterior) + (qtd entrada * valor entrada)] / saldo atual

Nota:

Quando de movimentação de estoque, deixando o saldo negativo do item, o custo médio não será alterado, permanecendo o valor anterior a movimentação.

Custo Padrão: Custo unitário do produto informado pelo usuário para itens comprados e calculado para itens fabricados pela opção de atualização de custos. Nos itens comprados este é um custo de referencia, expresso em unidades de compra e pode opcionalmente bloquear compras com preços unitários maiores que o custo padrão.

Nota:

1. O custo padrão será considerado no calculo da  formação de preços e atualização de preços. Quando indicado fator de conversão na unidade de compra, o fator será utilizado para calculo do valor unitário, apresentando na Formação de Preços.

2. É possível atualizar o custo através da  rotina Atualização de Preços, quando marcado atualiza custo padrão e base de calculo Preço Fob, com tipo de reajuste Cambio Atual e com preço FOB.

3. É possível ajustar o custo padrão de itens que são orçados junto aos fornecedores mas não possuem compras freqüentes. Neste caso indicar o valor manualmente e este será indicado na formação de preços.

4. Considera o percentual indicado em custo adicional do Setor de Produção através da Atualização do Custo Padrão - marcado a opção atualização efetiva do produto, ou através do cadastro produto - opção atualiza custo padrão.

Validação: Vincula a tabela de descontos nos preços de venda em função dos volumes vendidos.

 

Atualiza P.V.: Código que define se a atualização do preço de venda deve ser automática ou não. Caso sim, define o tipo de atualização do preço de venda. Este campo pode ser protegido por senha, através das opções Senhas / Menus / Produtos / Atualiza P.V. Os códigos são:

    0 -> Atualização do preço de venda não é automática

    1 -> Preço de venda = Custo Reposição * Markup

    2 -> Preço de venda = Preço FOB * Markup * Câmbio do dia

    3 -> Preço de Venda = Custo Reposição * Fator Remarcação do fornecedor

 

Produto Exclusivo: Se marcado, usará a grade abaixo (Tabela de Preços) para definir um cliente exclusivo para aquele produto. Sendo assim, ao incluir um pedido no Genesis ou no G-Commerce contendo esse item será exibida a mensagem “Este item só pode ser vendido para o cliente XXXX, caso este item esteja com o Flag marcado e tenha um cliente definido.


Tabela de Preços

Define tabelas de preços para o produto ou preços específicos para clientes ou fornecedores. Aplicações: Preços de venda diferenciados para clientes, ou manutenção de preços das últimas compras. Os preços desta tabela podem ser atualizados automaticamente na confirmação de pedidos e recebimento de compras, em função de parâmetro.

Client / Fornec: Nome fantasia do cliente ou fornecedor, opcional. Campo utilizado para sugerir preços específicos para clientes ou fornecedores. Se utilizar esta opção, o campo Tab abaixo deve ser zero.

Tab: Código da tabela de preços. Campo utilizado para sugerir preços de tabela para clientes cadastrados com o mesmo código. Sugestão: Use códigos 1, 2, 3,..., até 99. Esta opção só deve ser utilizada se o campo Cliente / Fornecedor estiver em branco.

Preço: Preço sugerido do item nas vendas aos clientes ou compras dos fornecedores.

M$: Sigla da moeda

Un: Campo opcional para unidade de medida Kg ou M²

Nota:

Caso campo UN da grade de preços estiver com KG, vai multiplicar o preço pelo  Peso Líquido do produto, e se estiver em M² irá multiplicar o preço pela Área.

D.Max: Desconto máximo nos itens vendidos permitido ao cliente

Critério / InfAdProd: Opção para definir um código de produto diferenciado (critério) para o cliente / fornecedor. O critério é utilizado com o parâmetro descrição especial, podendo ser o mesmo critério para clientes diferentes

Nota:

1. Necessário no Genesis NFe2G - configuração campos do XML, campo mensagem do produto como Informação Comercial ou Ficha Técnica.

2. É possível indicar o código de produto diferenciado (critério) no Pedido de Venda e no Pedido de Compra.

Observação: Campo livre para registro de observações.

CFOP: É utilizado no recebedor de XML para sugerir a CFOP do item comprado.

Descrição Rec: É utilizado no recebedor de XML para validar alem do código a descrição do produto.

Preço 6: Apresenta o preço com seis casas decimais.


Botões

    Atualiza o preço de venda do produto nos Pedidos de Venda.

   O botão Repetição, usado na inclusão de um novo item, não duplica os dados da Tabela de Preços

  Histórico de Preços: Abre a tela que mostra a evolução dos preços de venda e custos de reposição do produto.

   Recebimentos: Abre a tela que exibe os recebimentos do produto.


Controles                                    Topo

 


Objetivo - Definir os parâmetros usados na Logística de reposição dos estoques. Estas informações são estratégicas para o dimensionamento dos estoques em quantidades e valores.

Acesso - Cadastros / Suprimentos / Produtos / Controles


Posição

Saldo Atual: Quantidade total disponível em unidades de estoque do produto. O saldo é atualizado automaticamente na confirmação das entradas de compras, entregas de produtos vendidos, transferências e apontamentos de produção.

Pedidos: Quantidade total pedida através de requisições de compra (RC) e pedidos de compra (PC) para itens comprados, e ordens de produção (OP) para itens fabricados. Este campo mostra a previsão total de entradas no estoque para o item.

Reservas: Quantidade total de unidades reservadas para atender pedidos de venda e ordens de produção. Este campo mostra a previsão total de saídas do estoque para o item.

Processo: Quantidade de unidades em processo de produção, transferidas por meio das opções de transferências para produção.

Saldo U2: Saldo alternativo na unidade de estoque 2. Utilizado para controle de estoques em 2 unidades de medidas (KG e PC por exemplo).

Dias: Coberta em dias. Calculo, considera a Posição divido pelo Consumo Diário Previsto (Prev).

Exemplos:

Saldo / Prev = 18.241,000 / 243,000 = 76 dias

Reservas / Prev = 12.060,000 / 243,000 = 50 dias

Obs.: O botão Repetição , usado na inclusão de um novo item, não duplica os dados deste quadro, Posição do Estoque.


Estoques

Segurança: Nível de estoque para compensar atrasos no fornecimento ou consumo maior que a média diária, durante o período de reposição. Para itens 'bem comportados' este nível pode ser zero, para itens com flutuação de demanda ou fornecimento, deve-se estimar o estoque de segurança em função do nível de atendimento desejado durante o período de ressuprimento.

Mínimo: O estoque mínimo, também conhecido como ponto de reposição, é usado nos processos de reposição dos estoques quando o saldo for igual ou menor ao estoque mínimo. Este valor pode ser determinado pelo usuário ou calculado pelo Genesis.

Máximo: Normalmente o estoque máximo é igual à soma do estoque mínimo com o tamanho do lote padrão. Este valor pode ser determinado pelo usuário ou calculado pelo Genesis.

Check Box:  Ao lado dos estoques mínimo, máximo e segurança existe um check box, que quando marcado indica que o valor do campo correspondente é fixo, e não é alterado pelo sistema na atualização dos níveis de reposição. O check box mínimo também controla o lead time, e o check box máximo controla também o tamanho do lote na atualização dos parâmetros de reposição de itens comprados.

Local: Local fixo de armazenamento do produto, como por exemplo: 02-05-10, pode representar o local no corredor 02, prateleira número 05 e vão número 10. Pode ser atualizado na contagem do inventário.


Prazo Entrega: Prazo de entrega em dias, caso itens comprados (origem C ou D p/ beneficiamento externo) é o prazo do fornecedor utilizado no cálculo da previsão de entrega na conversão da requisição de compras em pedido de compras e também no relatório comparativos de prazos.

Reposição (LT) / Prev. Entrega: Lead time (tempo de reposição) em dias utilizado no planejamento de compras e produção e na previsão de entrega das vendas. O Lead Time é o tempo total entre a requisição do item e sua disponibilidade no estoque. Normalmente este tempo é a soma do prazo de emissão do pedido (compra ou produção), acrescido do prazo de entrega acima e do tempo de inspeção de qualidade. Nas vendas, o lead time é utilizado para determinar a data prevista de entrega do produto. No planejamento (MRP), o lead time é utilizado para determinar a data de emissão de pedidos de compra e ordens de produção. Produtos com roteiro de produção têm o lead time calculado em função dos tempos previstos nos setores de produção. Será utilizado quando da emissão manual da requisição de compras e pedido de compras.

Prop: Identifica se o tempo de reposição é fixo ou proporcional ao tamanho do lote. Com a opção desmarcada, o lead time é fixo, independe do tamanho do lote. Com a opção marcada, o tamanho do lote é muito importante, pois o lead time depende do lote e pode assumir valores enormes, por exemplo, para uma reposição de 7 dias Proporcional, com Lote = 1, uma requisição de 50 peças tem lead time de um ano (7 * 50 = 350 dias).

Lt dia Útil: Quando marcado, considera o Lead Time em dias úteis no calculo do MRP e na OP avulsa.

Lote (PC): Tamanho do lote de compra ou produção em unidades de medida, e Tipo do Lote. O Genesis sugere o Tamanho do Lote = Estoque Máximo - Estoque Mínimo. Quando o lote for zero é sugerido o valor 1. O Lote e é utilizado no cálculo do custo unitário do produto para ratear o custo de preparação, e também como opção de planejamento de quantidades.

Tipos de Lote:

      Padrão: Lote mínimo de compra ou produção, por exemplo, se o lote for de 100 unidades, para uma necessidade de 20, será programado 100 unidades, para necessidades acima de 100 será programado o mesmo valor.

    Múltiplo: Lote múltiplo, por exemplo, se o lote for de 100 unidades e a necessidade de 101 unidades, o Genesis programa 200.

O Genesis possui função para cálculo do lote econômico de produção.

Lote Entrega: Tamanho do lote de entrega do fornecedor. Quando indicado a quantidade do lote, este será utilizado para calculo do numero de entregas e data de entrega.

Quando gerar Pedido de Compra para a Requisição Selecionada, calcula o número de entregas, considerando Quantidade da RC / Lote Entrega indicado.

Exemplo:

Quantidade da Requisição: 13.000 kg

Lote Entrega Fornecedor: 2.000 kg

Numero de entregas: 7 entregas (6,5) com diferentes datas de entrega.

Para a primeira data de entrega, será considerado a ultima data de entrega do pedido de compra do item (em aberto) e a cobertura em dias considerando:

Calculo:  (saldo + pedido) / consumo diário

Exemplo:

Saldo = 1.500 pç

Prev: 221,212  pç

Calculo: cobertura para 7 dias (1.500 / 221,212)

Ultima data de entrega do item (pedido de compra): 12.05.16

Primeira parcela para entrega em 19.05.16

Próximas entregas = Data de entrega anterior + (Lote de Entrega / Consumo Diário Médio)

Consumo Diário: Quantidade média diária consumida pelo produto. Esta quantidade deve ser atualizada periodicamente.

Prev: Consumo diário Previsto em dias. Indica em dias úteis, quanto a quantidade existente em Reserva atende aos Pedidos de Vendas e as Ordens de Produção.

Calculo = Quantidade Reservada / dias úteis do período.

Para itens de Venda, quando existir diferentes pedidos para o item, considerar o range a menor data de emissão do Pedido de Venda até a maior data de entrega do último pedido. Somente serão considerados para o cálculo os pedidos e entregas (não faturadas) confirmadas.

Quanto item componente ou produto intermediário, estiver em várias OP´s, considerar a menor data de emissão da OP até a maior data fim (previsão). No calculo somente são consideradas as OP´s com situação Status: Emitidas e em Produção.

 

Desvio Padrão: Informa se a média diária é significativa ou não. Desvio padrão pequeno indica ocorrências próximas à média. Desvio grande indica dispersão, isto é, média pouco significativa. Desvio zero indica todas ocorrências iguais à média. O desvio padrão é utilizado para determinar o estoque de segurança na atualização dos níveis de estoque.


Atributos                                    Topo

Expedição

            

           


Objetivo - Definir as características físicas dos produtos cadastrados nos estoques.

Acesso - Cadastros / Suprimentos / Produtos / Atributos


Peso Líquido: Peso líquido do produto em Kg, é usado na emissão da nota fiscal de saída no cálculo do peso.

Peso Bruto: Peso bruto do produto em Kg, deve ser igual ao peso líquido mais o peso da embalagem, quando houver. As embalagens devem ser cadastradas em grupos apropriados.  Pode ser digitado ou atualizado pela engenharia.

Volume: Volume do produto em M3, é somente descritivo.

Embalagem: Quantidade de itens por embalagem na unidade de venda, utilizada em:

    1. na emissão de etiquetas para produtos fabricados

    2. no cálculo do campo volumes do faturamento e expedição

    3. na sugestão de transferência independente de materiais para processo

    4. na geração de lotes de identificação de materiais.

    5. na lista de separação por bins 

Emb Master: Quantidade de embalagens por embalagem master na unidade de venda. A quantidade informada será validada quando da confirmação da Venda-Orçamento ou Venda-Pedido.

Exemplo: Um produto comporta cinco unidades por embalagem, e dentro da sua embalagem master ele comportar 10 embalagens.
Sendo assim no campo embalagem seria cadastrado contendo o valor '5' e no campo embalagem master seria cadastrado contendo o valor '10'.
Totalizando no final uma embalagem master com '50' unidades do produto em questão.

C. Barras Master: Código de barras Master.

Fator Emb: Fator de embalagens na emissão da etiqueta, define a quantidade de unidades por pacote.

Observação:: Os pesos líquido e bruto devem ser digitados para os produtos comprados, já os produtos fabricados podem ter estes pesos atualizados automaticamente pela estrutura de engenharia.


Dimensão                                                   Topo

              

               


Família: Código da família comercial usada na formação da descrição do produto vendido e na previsão da demanda.

Grupo Fornecimento: Código do grupo de fornecimento usado nas cotações de compra em Excel. Este campo associa o produto a um grupo de fornecimento.

Check List: Listagem de tipo de pedidos de venda, para vincular um produto ao outro, pré cadastrados na tela de Verificação Dinâmica.

Cor: pré-definida na tabela de cores.

Largura: em M, somente p/ referência.

Altura: em M, somente p/ referência.

Área: Em M2, é sugerida na estrutura do produto quando unidade do componente é igual a M2.

Espessura: em M, é usada na atualização de preços.

Peso embalagem: Em quilos, é usado para cálculos industriais, no caso de produtos fabricados.


Prod. Assoc.                                                 Topo

              

           


Descrição: Descrição do produto associado.
Quant: Quantidade de itens do produto associado.


Compl.                                                Topo            

          

           


Campos Complementares: São campos criados pelo usuário na guia Complementos da configuração de parâmetros. O Genesis permite até 5 campos complementares no cadastro do produto.

Descrição Complementar: Descrição complementar do item impressa na requisição / pedido de compras e ordens de produção

Conta Gerencial: Centro de custo utilizado para definir o critério de rateio do grupo, por exemplo, materiais auxiliares, no relatório de custo real detalhado. Este campo só deve ser informado quando os produtos do grupo pertencerem a um único centro de custos.

Código ANP: Utilizado para devolução de Combustíveis. Código do produto da ANP (Agencia Nacional de Petróleo). Utilizar a codificação de produtos do Sistema de Informações de Movimentação de Produtos - SIMP.

N. Valor Aduaneiro e Estatística (NVE): Código opcional que detalha o código NCM é um complemento do código NCM.

Nota:

Exemplo de campos complementares: Interditado, Dim Ext Caixa, infAdProd, xPed e nlItemPed.


FCI                                                                             Topo

            

           


Componente importado: Identifica que o produto possui componente(s) importado(s) e libera informações para cálculo de FCI (Ficha de Conteúdo de Importação).

Calcula FCI: Calcula o coeficiente (% CI) de participação da parcela importada nos itens identificados com componentes importados, e de origem F (fabricado) ou D (beneficiado).

          

A tela acima é para confirmação ou não, do cálculo de FCI, caso seja selecionado a opção 'Sim', o sistema trará a tela abaixo:

            

Onde terá de ser selecionado o período contábil (para cálculo da média da parcela importada do exterior e valor total da saída interestadual) e o item a ser calculado, caso item em branco calcula de todos os itens com componentes importados.

            

Após o calculo, o sistema mostra a opção de gerar ou não, um arquivo (Excel) com o resultado dos cálculos dos itens.

GTIN: Código GTIN (Numeração Global de Item Comercial), quando o bem ou mercadoria.

Valor comp: Valor da parcela importada do exterior, calculada pela média das importações do período do item (Base do II / Quantidade Importada)

Valor saída: Valor total da saída interestadual, calculada pela média das importações do período do item sem impostos.

Participação: Coeficiente do conteúdo de importação informado pelo contribuinte (% CI = (Valor da parcela importada do exterior / Valor total da saída interestadual)*100).
                       Caso % de produtos importados seja superior a 40% e a venda for interestadual a alíquota de ICMS será de 4%.

FCI Nº: Código da Ficha de Conteúdo de Importação - FCI, numeração retornada pelo Validador que deve ser incluída para impressão da NFe.

Revisão FCI: Data que foi calculado o FCI pela última vez.


Industrial                                                Topo

 

   


Objetivo - Definir os parâmetros usados pelos produtos no módulo industrial. Esta guia não é visível para tipo de empresa igual a Comércio ou Serviço.

Acesso - Cadastros / Comercial / Produtos / Industrial


Setor: Utilizado somente para itens fabricados internamente ou beneficiados em terceiros. Setor responsável pela fabricação do produto. Utilizado no controle de estoques em terceirosno cálculo do prazo de entrega previsto para o produto.

Tipo: Posição do item na estrutura do produto: PA = Produto Acabado, PI = Produto Intermediário, MP = Matéria Prima.

Inspeção: Identifica o setor de inspeção usado na verificação da qualidade do material. Quando informado, o Genesis gera transferência automática da quantidade recebida ou produzida para o setor de inspeção. Em branco, indica que o material não sofre inspeção de qualidade e é transferido diretamente para o estoque.

Desenho: Número do desenho do produto

Custo Processo: Custo do processo de industrialização (beneficiamento) para itens de origem D. Neste caso o custo do processo é atualizado na entrada de compra do produto industrializado. Custo de produção interna para itens de origem F, digitado pelo usuário.

Segurança: Fator de segurança em %, é acrescentado nas quantidades dos pedidos de venda, no processo de transferência para o plano mestre de produção. Este fator é útil quando se deseja produzir um % a mais que o pedido do cliente.

Prazo de validade: o número de dias da validade do produto.

Tempo Produção: Tempo total de de produção, informado para o cálculo de atualização de preço. Este campo é útil para quem não trabalha com roteiros de produção.


Ferramental:

Custo: digitado pelo usuário e usado na formação do preço de venda.

Lotes: número de lotes para amortização do custo do ferramental  usado na formação do preço de venda.

Quantidade: quantidade de ferramentas usadas na alocação das unidades de trabalho (CRP).


Kanban: Identifica item kanban na impressão da ordem de produção.

Transferência: Identifica materiais com transferência para processo independente de demanda (kanban de reposição independente de produção).

Transformação: Indica que o produto sofre transformação automática na entrada de compras.

Seleção Montagem: Quando marcado, identifica itens com opção de seleção de outros itens quando de sua fabricação.

Demanda Especial: Identifica itens cuja demanda não pode consumir estoques de seus componentes. O PCP requisita todos componentes para fabricação destes itens, a menos que encontre saldos acima dos estoques máximos.


Requisição:

Definição complementar dos itens beneficiados em terceiros, origem D, para definir se o controle de beneficiamento será efetuado por requisições de compra ou ordens de produção. Esta informação é utilizada pelo MRP no cálculo de necessidades.

Compra: Gera Requisição de Compras para itens beneficiados em terceiros e cancela automaticamente a OP gerada.

Produção: Gera Ordens de Produção para itens beneficiados em terceiros.

Baixa OP: Habilitado apenas nos produtos com origem "D", quando o processo de beneficiamento é feito simultaneamente pelos módulos de compra e produção. No recebimento de compras, é feita a baixa automatica das OPs abertas para o item por FIFO. Os recebimentos de compras com baixas de OPs automáticas ficarão travados para manutenção quando houver apontamentos de produção relacionados.


Botões

  Estrutura: Acesso à estrutura do produto

Padrão: Atualiza custo padrão do produto.

 Preço: Emite Formação de Preço de Venda em relatório ou em Excel.

 


Kanban                                    Topo

 


Objetivo - Definições para os parâmetros do tipo Kanban. Para que os campos dessa aba sejam liberados para alteração é necessário que o flag "Kanban" na aba Industrial esteja marcado.

Acesso - Suprimentos / Estoques / Base de Dados / Produtos / Kanban


Caixas:

Tipo Caixa: Tipo de caixa Kanban.

Setor Origem: Setor de origem da caixa Kanban.

Qtd. Fixa: Quantidade fixa de peças nas caixas do Kanban.

Qtd. Peças: Quantidade de peças na caixa Kanban.

Setor Origem: Setor de origem da caixa Kanban.

Qtd. Caixas: Quantidade de caixas do Kanban.

Setor Destino: Setor de destino da caixa Kanban.

Qtd Cx Inspeção: Campo para integração com sistema G Quality. Quantidade máxima de caixas que poderá ser liberadas por inspeção na tela inspeção kanban no GQuality. Quando quantidade igual a zero, libera no máximo 2 caixas.

Código de barras: Identificação da caixa, seqüencial gerado na impressão da etiqueta do produto.

Dias de Estoque: Informar dias de estoque para Kanban.

Componente Final: Quando marcado, identifica componente final para apontamento de mesma caixa nos componentes.

Baixa Faturamento: Quando marcado, informa Kanban para baixa faturamento.

Etiqueta pequena: Quando marcado, utilizará modelo pequeno de etiqueta.


Produção:

Nota:

Identificar para cada nível de criticidade o numero de caixas, considerando o total de quantidade de caixas indicado.

Vermelho: Nível crítico.

Amarelo: Nível de atenção.

Verde: Nível controlado.

 Sugere níveis de críticidade (vermelho, amarelo, verde)

 Gera código de barras e imprime etiqueta de identificação de caixa Kanban.


Compras:

N. Recebimentos: Quantidade de recebimentos gerados no pedido de compra.

Período: Pode ser semanal, quinzenal, mensal, trimestral, semestral ou anual. Intervalo entre as datas de recebimentos de compra.

Dia Semana: Dia da semana que deseja receber o produto. Intervalo de segunda a sexta. Caso o dia da semana seja feriado, a data de entrega será o próximo dia útil.

Observação: 

1.  A primeira data de recebimento será calculada pela data do pedido + lead time do produto.
2. Será necessário alterar o parâmetro de suprimentos "Requisição automática" e no cadastro de produtos o Flag "Auto reposição" para que a requisição de compras seja gerada  
automaticamente quando o estoque atingir o mínimo.
3. A quantidade da requisição de compras será sempre múltiplo do lote, ou seja, mesmo que a necessidade do material seja menor que o lote, a requisição de compra terá no mínimo essa quantidade.
4. A primeira data de entrega será dividida proporcionalmente em todas as entregas, desde que não exista compra alguma já programada.
Caso exista, a primeira data de entrega será após a última data de entrega da compra programa já existente.


Info                                    Topo

 

 


Objetivo - Definições complementares do produto, como imagem e texto livre onde pode ser registrada a ficha técnica.

Acesso - Suprimentos / Estoques / Base de Dados / Produtos / Ficha


Ficha:

Técnica: Campo livre.

Obs Fiscal: As informações colocadas neste campo serão enviadas para a descrição da Nfe independente de parâmetro do Genesisnfe2g

       

 


Foto:

       

       

Arquivo: Indicar o caminho nas suas pastas Windows, onde a imagem esta arquivada. Recomenda-se utilizar imagens de tamanho pequeno, no máximo 50 KB, para não sobrecarregar o banco de dados.

Pesquisa: Exibe o arquivo informado.

Imagem: Foto do produto que pode ser exibida em qualquer tela ou impresso, mediante solicitação de sua empresa.

 

As imagens de produtos poderão ser transferidas para um banco de imagens e reduzir significativamente o tamanho do banco de dados. Para efetuar a transferência, pressione os botões: CTRL + J que apresenta a mensagem:

 

Após a confirmação os dados serão exportados a subpasta "FotosProdutos" na pasta do Genesis e o sistema oferece opção para remoção das fotos do banco de dados:

 

Procura: Botão desativado, a função foi substituída para opção Arquivo.


Registro: data do registro do produto gravada automaticamente pelo Genesis.

Inibir Venda: Não traz produto na grade de vendas do Genesis nem no GCommerce.

Revisão: data da última revisão do cadastro atualizada automaticamente pelo Genesis.


Botões

Procura - Abre menu do Windows para carregar mídia

Amplia - Abre menu do Windows que permite maximizar a imagem


 Etiqueta - Emite etiquetas para identificação dos produtos. O modelo da etiqueta é definido na configuração

 Impressora - Emite listagem de produtos na tela ou impressora com opção de seleção por grupos.

 Pasta - Abre a pasta Windows (GED) para guardar documentos do produto.

 Certificados - Emite etiquetas para identificação dos produtos.

 Interditados - Abre a tela para interdição do produto. Permite alterar o motivo ou efetuar o cancelamento da interdição, botão 

            

A interdição bloqueia a venda do produto, e exibe a mensagem "Produto inexistente, inativo ou interditado". O motivo da interdição é somente informativo, e pode ser: Engenharia, Preço, Qualidade, Ferramenta ou Desativado.

Interdição de produtos fabricados bloqueia as OPs emitidas e, nos produtos comprados, emite aviso de "Pedidos de Compra Abertos" para o item interditado.

Produtos fabricados são incluídos como Interditados com Motivo = Engenharia. A interdição deve ser eliminada após a inclusão da estrutura.

Será exibido uma mensagem abaixo se o item for componente de uma estrutura

 Desinterdita  produto.

Nota:

Ao desbloquear itens Interditados fabricados, existindo OP aberta, automaticamente a OP passa para status Produção.

 Consulta Lotes - Mostra a posição dos lotes do produto

           

 Almoxarifados - Mostra a posição dos saldos nos almoxarifados. O botão somente é visível para itens de grupos multi-almoxarifado. Esta tela também é visível no menu Almoxarifados

             


Observação

Alterações de códigos de grupos podem ser efetuadas por meio do comando SQL abaixo:
            

Para mais informações consulte construção de consultas SQL.

 

  Posição Estoque Detalhada (Multi-Locais / Almoxarifado / Lote - Abre a tela que exibe a listagem dos saldos dos itens por local do estoque e por lote.
Obs.: Este recurso funciona apenas quando existe a configuração de multi-local no cadastro de grupos de estoque.


                                               Topo